Câmara discute futuro da Santa Casa

Na quarta-feira (21/6) a Câmara promoveu encontro que reuniu vereadores, o secretário de Administração Jerônimo de Almeida, o interventor Antonio Felix Rodrigues, o diretor clínico Andrey Colombo Mendes, médicos e funcionários da Santa Casa.

“Nossa objetivo, ao realizar esta reunião, foi de nos inteirarmos das ações que estão sendo colocadas em prática pelo Executivo após entrega do relatório da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investigou a Santa Casa, com uma série de recomendações de ordem administrativa e financeira”, explica o relator da CEI, Roberto Cogo.

Antonio Felix destaca que uma das sugestões da CEI, a de implantar uma gestão profissional na Santa Casa, está sendo estudada.  Existe a possibilidade de terceirização do hospital, que seria administrado por uma empresa especializada em Saúde. O interventor já encaminhou ao Legislativo o pré-contrato e o plano de trabalho propostos por uma das empresas interessadas.

O Legislativo – com a intenção de minimizar riscos e dar transparência a esta alternativa de terceirização – submeterá estes documentos à análise do seu departamento jurídico e também à OAB/Itararé.

“Os vereadores, no seu papel de fiscalizadores, estarão atentos às decisões tomadas, mas prontos a colaborar com a Administração e com os dirigentes da Santa Casa na busca de soluções”, enfatiza o presidente da Câmara, Serginho Stadler.

Em sua explanação o interventor Antonio Felix afirmou também que, a despeito do esforço de recuperação que vem sendo desenvolvido, a Santa Casa continua apresentando sucessivos déficits mensais, o que só faz aumentar a dívida total da instituição. Diz que estão sendo buscadas novas fontes de receitas, especialmente as originadas de convênios, atendimento à pacientes particulares e adesões ao plano Amigos da Santa Casa.

Pede também o apoio de toda a sociedade itarareense na luta para manter a Santa Casa funcionando.

(publicado em 26/6/2017)